ESCOLA DE ORAÇÃO – QUINTA AULA

preghiera

Como já falamos sobre os dois tipos de oração, gostaria de lembrar-lhes que para que esta oração tenha valor é sumamente importante a intenção posta no início. Se penso dedicar meia hora à oração, começo dizendo a Deus algo assim: “Senhor, quero ficar meia hora em tua presença. Ofereço-te esta meia hora, quero que ela seja só para ti. Ajuda-me a não me distrair, e te peço perdão se me distrair, porém eu te entrego esta meia hora que passarei aqui”. Este simples oferecimento que explicita nossa intenção dá valor de oração a toda a meia hora que segue.

Para ler mais, clica aqui

Para abrir os mantras cristãos: clica aqui

Anúncios

A LECTIO DIVINA sob um outro prisma

“Ignorar as Escrituras é ignorar Cristo” (São Jerônimo)

Uma breve introdução

A leitura orante da Palavra nada mais é do que a maneira como gerações e judeus e cristãos leram as Sagradas Escrituras, procurando nelas uma palavra do Deus vivo para sua vida, em cada momento de sua história pessoal, comunitária e social.

Trata-se de uma leitura feita em clima de diálogo com o Senhor, em clima de oração, prestrando atenção tanto ao texto bíblico quanto à realidade atual. O lugar privilegiado deste diálogo com o Deus vivo é a comunidade reunida em Assembléia litúrgica (liturgia da Palavra). Mas pode ser preparado e prolongado com a leitura individual. A leitura orante não é possível sem a orientação do Espírito Santo.

Por isso, invocamos sua ajuda antes de iniciá-la. e nunca nos esquecemos de que no centro de toda a nossa compreensão, seja da Bíblia, seja da realidade atual, está Jesus Cristo, a Verdade e a Vida.

Os “passos” da Leitura Orante

O caminho da acolhida da Palavra pode ser comparada a uma escada de 5 degraus. Em latim, convencionalmente chamamos de LECTIO (leitura), MEDITATIO (meditação), ORATIO (oração), CONTEMPLATIO (contemplação), COMMUNICATIO (comunicação).

Antes da leitura, é importante que nos recolhamos e peçamos humildemente a ajuda do Espírito Santo. A Leitura Orante supõe participação na comunidade e nos trabalhos (missão) que ela faz dentro e fora da Igreja.


LECTIO
(O que a palavra diz em si mesma)

Ler e reler o texto, baixinho e em voz alta; escutar o texto (alguém está falando!).

Prestar atenção a cada palavra, às idéias, às imagens, ao ritmo, à melodia. Tentar entender o texto (no contexto em que foi escrito). Se for possível, recorrer também a um bom comentário de um biblista.


MEDITATIO
(o que a Palavra diz HOJE para mim)

Repetir o texto (ou a parte que mais gerou interesse) com a boca, a mente e o coração; não “engolir” logo o texto e sim mastigá-lo, ruminá-lo, tirando dele todo o seu sabor. Não ficar só com as idéias que contém mas deixar que as próprias palavras mostrem sua força.

Penetrar no texto e interiorizá-lo, compreendê-lo, interpretá-lo a partir de nossa realidade; indentificarmo-nos com ele: perceber como o texto expressa nossas próprias experiências, sentimentos e pensamentos.

Trata-se de atualizar o texto: perceber como ele acontece hoje em nossa realidade pessoal, comunitária e social; perceber qual a palavra que o Senhor poderá estar nos dizendo.

ORATIO
(O que a Palavra me leva a dizer)

Deixar brotar de dentro do coração tocado pela Palavra uma resposta ao Senhor. Dependendo da Leitura e da meditação feita, poderá ser uma resposta de admiração, louvor, agradecimento, pedido de perdão, compromisso, clamor, pedido, intercessão…

CONTEMPLATIO
(“O Senhor disse e tudo foi feito: ele ordenou e tudo existiu” Sl 32,91)

A Bíblia não usa o verbo contemplar e sim, escutar, conhecer, ver. Trata-se de saborear, “curtir” a presença de Deus, o jeito de Ele ser e agir, oo quanto Ele é bom e o quanto faz por nós. supõe uma entrega total na fé. Passa necessariamente pelo conhecimento de Jesus Cristo (“Quem me vê, vê o Pai!”), que se encontra do lado dos pobres.

COMMUNICATIO
(Destinatário da Palavra é o povo de Deus)

A communicatio é compartilhar e fraternizar, santidade e missão. A partir do que o Senhor fez e falou ao nosso coração, levar ao povo sedento da Palavra de Deus e da manifestação dos seus santos.

Na Liturgia, durante o canto de um salmo ou de um hinos, estes degraus acontecem praticamente ao mesmo tempo. A LECTIO e a MEDITATIO dependem mais de nossa vontade, de nossa atenção. Os demais dependem mais da Graça de Deus, do Espírito Santo que trabalha em nós. Comece já sua Leitura orante e verás em sua vida o acréscimo do Deus Vivo…

Fonte: http://www.comunidadebeatitudes.com/atualiza/internas/biblialectio.htm

%d bloggers like this: